Mercado de trabalho odontológico

Mais uma vez, na minha entrépida navegação pela internet, encontrei um canal no youtube com diversos vídeos que fala sobre a nossa profissão.

Coloquei um deles neste post para dar o gancho para um início de conversa.

Além de postar os vídeos deste canal vou deixar a minha opinião sobre o que eles passam.

Então hoje começo com: “Mercado de trabalho”

Logo no início temos como discussão o quesito mercado atual e saturação de mercado.

Como graduando, tenho a seguinte opinião: Acredito sim que o mercado esteja saturado de profissionais. Mas não chega a ser de um modo crítico.

Há várias razões para justificar essa aglomeração de dentistas na região sudeste. Quando falamos na quantidade de escolas odontológicas pelo Brasil não é só a área odontológica que enfrenta esse problema. Na região sudeste também se encontram a maior parte das faculdades de todo o país. E como o padrão para todas as áreas os profissionais não podem mais apenas se formar e trabalhar a vida toda. O profissional de hoje precisa sempre estar se atualizando e caminhando junto com a tecnologia e por isso tem que estar, senão junto, sempre em contato com escolas e cursos.

Noutra forma de se pensar, há uma justificativa para tal concentração de profissionais na região dita saturada. Se obtivéssemos um gráfico da concentração de renda por região ou por estado, onde estaria concentrada a maior parte da renda do país? Esse é o outro lado da moeda, é lógico que onde se tem mais dinheiro, tenha também mais profissionais dispostos a trabalharem por isso. Quanto ao mercado nas outras regiões, há sim um número menor de profissionais por habitante, mas provavelmente a quantidade de pessoas que podem pagar por um tratamento de qualidade também é menor.

E ainda assim, há muitos municípios dentro dos estados da região sudeste carentes de dentistas. Entendendo a odontologia como uma empresa, o profissional não pode mais dar as mãos à sorte e abrir um “negócio” em qualquer lugar sem antes fazer uma pesquisa de mercado, traçar o perfil dos pacientes, enfim, traçar metas.

Continuando na mesma linha de raciocínio, pensando em odontologia como empresa e quando se fala em 5 primeiros anos é o que se tem para todas as empresas emergentes no mercado. No mercado empreendedor 5 anos é considerado o deadline das empresas. Isso significa que, se uma empresa consegue resistir aos 5 primeiros anos de funcionamento, caem mais da metade do risco de falência. Novamente as metas são importantes para que se possa ultrapassar essa então deadline.

Falando em salário, ganho financeiro, dinheiro, tutu, money, tenho algumas perspectivas. Quanto é razoavelmente baixo? Quanto é razoável para um dentista? Receitas para um recém formado e recém empreendedor são realmente difíceis e deve-se estar preparado para para tempestades no orçamento, fluxo de caixa e dinheiro para poder ultrapassar estações de vacas magras são vitais para qualquer empresa. E quanto ao razoável? Na odontologia oferecemos serviços, entre outras palavras, mão-de-obra. Lutamos contra o tempo e tempo é dinheiro. Sendo assim, nos deparamos com um teto de produção, que dependerá do seu estilo de vida desejado. Querendo ou não, quando estivermos com um consultório bem movimentado e um fluxo completo de pacientes, a única maneira de se aumentar o rendimento é subindo os preços. Certo ou errado?

A resposta depende. Por mais que se possa subir o preço, o número de pacientes que poderão pagar por isso é inversamente proporcional. Então temos que nos preparar para empreender. MBA e essas coisas são realmente úteis quando estivermos ricos.

<pausa pra uma água>

Mas e aí. Montar um consultório é caro? O investimento é grande? Na minha cabeça, o maior investimento já foi feito, formamos, compramos inúmeros materiais (só de espelho nº5 eu devo ter uns 7 ou 8), kit acadêmico, fotopolimerizador, articulador semi-ajustável e isso nem é nada. E os anos de faculdade? Quatro, cinco, seis anos de estudos, esse sim foi o nosso maior investimento. Não tenho pai ou mãe dentista, não faço odonto por esporte. É tenso pensar que já estou na metade pra frente da faculdade e que já já serei um procurador (de emprego).

Planos, tenho alguns, por mais que se fale que a rede pública oferece poucas vagas vejo que o panorama está mudando. Mesmo que eu entre na rede pública não gostaria de seguir pra sempre nela, chegará um ponto onde eu vou querer o meu próprio consultório. Carreira na saúde militar. Quem sabe? Como eu disse, depende do estilo de vida desejado. Gestão em saúde pública? Gostaria sim. Mas o que eu mais quero agora, é aproveitar esse resto de faculdade que eu tenho pra ter uma ótima formação e sair para o mercado, digo entrar para o mercado de trabalho disposto a oferecer uma odontologia de qualidade!

E para finalizar, fica aqui um trecho de uma conversa com um médico durante um estágio no centro cirúrgico da UNIMED em Birigui:

“É claro que é importante ter uma boa formação profissional e você a tem por estar em uma ótima escola, porém a forma como você se relaciona com as pessoas vai levar você mais longe que a sua formação!”.

Ou seja, educação, carisma e MBA, galera!

Um grande abraço para os leitores!

PS: 1h57, com o sono batendo aqui, não estou afim de ler o texto e corrigir os erros ortográficos… Se os encontrarem avisem-me por comentários.

Posts relacionados:

Qual é a quantidade de habitantes por cirurgião dentista no Brasil?

As faculdades de odontologia pelo Brasil

About these ads
Explore posts in the same categories: Administração em odontologia, Consultório

21 Comentários em “Mercado de trabalho odontológico”

  1. adriano Says:

    Bom post japonÊS …( do Saepe ?) rsrs

  2. Lola Says:

    E é bem aí mesmo Sobázin. Em últimos casos, tem umas tribos lá no nortão do MT, Pará… quem sabe? ushduihsaoidhsad beeeijo ;*

  3. Ricardo FP Says:

    Boa! Foi pros melhores da semana!

  4. Marco Says:

    Me diga, quanto é o real tamanho do mercado odontológico no Brasil, ou seja, quanto que gera de dinheiro?
    E qual seria o potencial desse mercado para o ano de 2010 e para 2010?
    Muito bom o texto!

  5. Luciano Says:

    Eu estou me formando no ensino médio
    me inscrevi em no curso de odontologia.
    Despois dessas esclarecida foi mais um embalo pra fazer o curso!

  6. Ramon Ewerton Says:

    Ola, sou cirurgiao dentista, estava lendo aqui o post gostei muito do que disse minha futura colega de trabalho, entao realmente tudo o que vc disse vc tem razao, o mercado de trabalho nosso ta osso, pra nao dizer outra coisa, eu sou natural de mins gerais, só que atualmente estou trabalhando no estado do ceara em um PSF, infelismente nao queria estar tao longe de casa, aqui estou no sertao do sertao, o calor é infernal e falta agua…rsrsrs
    Muitos acham que aqui se paga bem no serviço publico e talz, mas nada disso, aqui o diferencial das outras regioes do pais é que ainda há algumas oportunidades, mas isso é por pouco tempo, pq ja estao surgindo novas faculdades de odontologia aqui no estado.
    Detalhe, no serviço publico o dentista trabalha como um louco e é o pior remunerado, pra se ter uma ideia o medico ganha 4 vezes mais, muitas vezes trabalhando só meio expediente, depois se quizerem podem vrificar os concursos publico em aberto.
    Agora existe um outro caminho da odontologia chamado clinicas populares, que deveria ser chamado clinica para atendimento escravo, essas clinicas vc rala, rala e rala pra no final do dia ganhar miseros 10%, enquanto os poderosos que nao fazem p*** nenhuma ganham uma fortuna.
    Colegas queridos se vc´s estiverem pensando na odontologia como fonte de renda, esqueçam, façam por amor pq é muito melhor, pq se for por outro motivo, esqueçam.
    O que estou dizendo aqui é exatamente o q eu passei e o q vivo, nao quero causar transtornos a vcs, esse aqui é só o meu real ponto de vista
    VLW

    • Ramon Ewerton Says:

      Desculpe eu quiz dizer: futuro colega…

      • karina Says:

        O Sr. realmente conseguiu desanimar muitas pessoas aqui com o seu “real ponto de vista”, mas ainda prefiro acreditar que para bons profissionais o mercado não está saturado. As pessoas irão precisar de Dentistas, sempre. E se existirem muitos ruins, a preferência será para os bons… Os ruins realmente ganharam pouco e não se destacarão..
        O que podemos esperar de alguém que se diz o sabido do mercado de trabalho de Odontologia e que escreve InfeliZmente com S???
        Outro fator importantissímo além de saber o Português, é a formação de cada um também… Muitos optam pelo caminho mais curto e fácil, e lá na frente se deparam com situações difíceis.. Certo ou errado?

      • Thiago Says:

        Disse tudo. Se vc quer ganhar dinheiro, não faça odonto. Se vc acha que para o bom profissional dá tudo certo, pense. Será que só os maus profissionais ganham pouco? Eu sou dentista e me considero um ótimo profissional; mas mudei de profissão. Também não quero desanimar ninguém, dá pra se ganhar dinheiro na odontologia, mas não vai ser fácil. Às pessoas que tiverem dúvidas: é um curso caro e demorado mas muito recompensador; porém, com baixo retorno financeiro. Não acreditem em tudo o que virem por aqui, se informem, aprendam sobre o mercado de trabalho antes de torar a decisão. Achei triste o que a Karina falou sobre este comentário. Ela deve aprender a respeitar a opinião dos outros e não julgar ninguem de mau profissional por causa de um “s”. Afinal, minha cara, você nunca deve ter errado uma escrita de português na vida e, se for dentista, deve ta nadando no dinheiro, né? Humildade e sebabedoria na escolha da profissão. Minha opinião: Não recomendo

    • Claudio Says:

      10% eu nunca vi ninguém pagando, exagero.
      Para pensar: Se as clínicas populares, aplicam uma tabela X em seus procedimentos, pagam de 30 a 40 % (em média) do bruto arrecadado ao dentista, pagam as despesas com material odontológico, material de escritório, material de limpeza, com funcionários como recepcionistas, auxiliares de consultórios, faxineiros, protéticos (13º, férias, 1/3 de férias, INSS, FGTS, multas recisórias, transporte, salário família, horas extras, periculosidade) com laboratórios, encargos tributários, impostos, aluguel, água, luz, telefone, manutenção de equipamentos, investimentos, responsável técnico, contador e assistência jurídica, e ainda têm lucro, conforme você mesmo citou, então se você montar o seu consultório e trabalhar nele, seu lucro vai ser fenomenal. Se você quer ser um profissional tecnicamente de alto nível, você tem de buscar o aperfeiçoamento técnico, teórico e prático e isso demamanda tempo e esforço, para depois você aplicar esses conhecimentos em seus pacientes, com tranquilidade. A Administração e o marketing contemporâneo requerem conhecimento e tempo. Algumas clínicas tem usado o marketing como ferramenta para conhecer seu mercado e seus pacientes, seus desejos e suas demandas, o que faz a diferença, que tantos dentistas querem associar somente a cobrança de preços mais módicos por partes dessas clínicas, porém, como já foi dito, se a clinica cobra este preço, paga de 30 a 40% do bruto ao dentista e ainda tem lucro, ora, se o dentista cobrar a mesma coisa e até um pouco mais em seu consultório, e oferecendo qualidade superior, com custos menores, terão bons lucros, certo? Porém toda a parte administrativa e de marketing, serão negligenciadas, por falta de tempo e de conhecimento específico.
      O administrador,tem responsabilidade solidária (pricipalmente financeira) com os clientes em casos de devoluções ou indenizações causadas por imperícias ou outras causas. O administrador da clínica tem suas atribuições que são dentre muitas: recrutamento e seleção de Dentistas e funcionários, controle financeiro e estatístico, executar pagamentos e comissões, controlar estoques, comprar materiais, fiscalizar e controlar a qualidade do atendimento ao paciente, relacionamento com pacientes, marketing odontológico, fazer endomarketing, (prospectar [sem ferir o código de ética odontológico], manter e fidelizar os pacientes), gerenciar pessoas e processos, dentre tantos outros.
      Devemos observar que uma empresa é uma máquina e que todas as peças são importantes para o seu perfeito funcionamento, mesmo aquelas que possam parecer sem importância. O Administrador de empresas faz faculdade igualmente o dentista e sofre também quando um dentista monta uma empresa e quer administrá-la sem ter a devida formação para isso. O que geralmente resulta em prejuízo para diversas pessoas, inclusive ele mesmo. Ainda bem que o administrador de empresas não resolve obturar dentes, assim como o dentista quer administrar um negócio, mesmo que seja uma clínica odontológica. Espero que tenha sido útil.

  7. Luisa Says:

    Pois é, quase todas as profissões estão saturadas, tem que ter muita persistencia e gostar da profissão escolhida. Estou decidida a ingressar nesta carreira.

  8. Tiago Dantas Says:

    Fala mestre, muito bom o seu post. Sou professor andei conversando com dr. Plínio, ele é de são paulo, mas veio aqui fazer uma palestra da oral-b na ufrj. Vou mudar de profissão vou ser dentista cara! se puder me manda um e-mail pra agente trocar umas idéias. abraços


  9. [...] Mercado de trabalho odontológico abril, 2010 11 comentários 3 [...]

  10. Patricia Says:

    Olá, me formo no final deste ano e não sei o q será da minha vida. Pra onde Deus apontar, eu estou indo. Sou do interior do Rio, mas se bobear vou até ao Pará.
    Basta eu conseguir algo por lá.
    Aiiii desesperoo!!! =/
    Aqui eu passo fome, e será q tbm lá?


  11. [...] post “Mercado de Trabalho Odontológico” e em outros textos, você demonstrou uma visão segura e razoável do que espera no mercado de [...]

  12. Isabella Cristina Mendes Says:

    Bom, sou dentista e encontrei uma das várias opções que não o tradicional consultório. sou sócia de uma dental especializada em Dentística. Sei que em meados de 2004/2005 houve um BUM na parte comercial. Hoje TODAS as dentais de São Paulo são obrigadas a ter um Farmacêutico ou Dentista como resp técnico junto a Covisa e ao CROSP. isso vale também para empresas que importam ou fabricam produtos. Além disso a área acadêmica, Administrativa, Órgãos Públicos. Inove e enxergue a graduação como apenas um ONDE….. o como dependerá apenas de vc! Isabella Cristina Mendes

  13. Thaiane Says:

    Ola a todos ! termino este ano (2011) o terceiro ano e passei por uma tentativa besta passar na pimeira fase na univ. fed. daqui da Bahia …( salvador ) mais nao conseguirei passar pois estou mais focada em passar no colégio, mas no proximo ano estou focada em passar de qualquer jeito , gostaria de saber outros lugares no qual poderia trabalhar , mas que eu saisse da capital e outra , vale mais a pena fazer um consultório na periferia ou ja nos centros , no qual eu teria menos concorrencia , no qual o meu lucro aumentaria , a e outra perguntinha , qual seria uam boa especializaçao na aréa de odontologia , ortodontia , cirurgia , mim acudem .. sou somente uma garota desesperada tentando resolver o meu futuro em algo q eu gosto ! obg desde entao beijins !

  14. Augusto Says:

    Noto que aqui muito se falou sobre a saturação do mercado, e infeliZmente muitos estudantes querem argumentar de um assunto que ainda nem vivenciaram…
    Realmente, acreditem que está saturado e não pensem que com quem é “bom” na profissão a situação é diferente ( esse é erro de todo estudante de odontologia – pensar que é melhor que os outros)
    Trabalho realmente tem… se você quiser ganhar 2000 mensais trabalhando 40 horas estressantes… Concursos? É claro que tem, a uma concorrência média de 100 por vaga para um salário de 3500 reais. Quando tem a bonificação do PSF o salário melhora “bastante”, porém não é todo concurso de oferece esse tipo de vaga. Não tenho dúvidas, investir em um curso de odontologia é o pior investimento que alguém pode fazer. O outro caminho, que acredito ser o que dá bons frutos, com muitos anos de clínica, é realizar 2 especializações (a um custo médio de 100.000 reais cada) e montar um consultório muito bem estruturado, cobrando é claro um valor razoável por muitos anos até o negócio dar certo. Aí volta a pergunta sobre a saturação do mercado que fala que não só a odontologia está saturada, mas outras profissões também estão. Acontece que o cirurgião-dentista só sai preparado para ser DENTISTA E NADA MAIS. Outras profissões como direito e administração ( muito saturadas) apresentam um leque enorme de oportunidades. Além do mais, o trabalho é cansativo, de um nível de dificuldade elevado e desgastante, além de ser um dos mais insalubres que existem… Acontece que uma mensalidade de odontologia custa em média 2000 reais,fora os gastos com material. Vocês querem se comparar com outros formados que pagaram durante o curso 600 reais e fizeram um curso de um único período? Com certeza, para quem fez um curso simples, pagando 600 por mês é negócio ganhar 2500, mas para alguém que pagou 2000 mais os materiais, qualquer salário abaixo de 5000 é o mesmo que jogar 10 anos de vida fora ( 5 na faculdade e mais 5 para recuperar o dinheiro investido) – isso vale também para quem fez federal, que é o meu caso. Meu conselho? Não faça odontologia. Se estiver fazendo, tranque a faculdade e vá fazer outra coisa, pois assim estará economizando tempo de vida e dinheiro…
    Ahh…. mas eu tenho amor a profissão! quero ver se as contas e o salário baixíssimo terão esse mesmo amor por vocês… Eu também pensava assim, mas a vida me ensinou bem diferente…
    Acho que poucos realmente vão utilizar o que escrevi aqui, pois como disse anteriormente, todo estudante de odontologia acha que quem não consegue ficar “bem sucedido” sendo “dentista” é porque é ruim, e comigo vai ser diferente.

  15. Edna Says:

    ola pior ta osso você gasta muito pra ser formar no final paga pra trabalhar e uma profissão que depois de formado você não so ganha como muitas profissoões você forma é só receber.
    Por exemplo paga aluguel paga dental cada dia mais caro, paga inumeras taxas prefeituras, paga taxa de lixo hospitalar , paga funcionaria , paga fgts funcionaria , paga inss funcionaria,no final você paga tudo e algumas coisas a mais para trabalha detale sem ter sua cateira assinada sem direito a seguro desemprego e nenhum direito trabalhista se quiser tem que pagar para ter direito trabalhista você apenas deve pagar para o seu funcionario .


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: